Pensamento da semana

Minimizar

 

  

Contatos

Minimizar

 

Colégio Santa Teresinha

 

 

Rua Pedro José de Ornelas, n.º 19, 9050-069 Funchal 

E-mailcstf@live.com.pt 

Telefone291229095

Ensino à Distância

Minimizar

 

Plano de Contingência

Minimizar

Calendário Escolar

Minimizar

 

 

Moodle

Minimizar

Office 365

Minimizar

Ementa

Minimizar

 

Almoço 

 

Lanche

 

 

Logótipo CST

Minimizar

SeguraNet

Minimizar

Irmã Wilson

Minimizar

Horários 2021/2022

Minimizar

Manuais Escolares

Minimizar

Notícias

Minimizar
RECOMEÇAR
Ementa - 8 de setembro a 1 outubro
Horários 2021/2022 (Atualizados)
Início do Ano letivo 2021/22
NOVOS CAMINHOS DA EDUCAÇÃO
(MINI)FEIRA DO LIVRO
“SOMOS FINALISTAS!”
ECOVALORES
ANO LETIVO 2021/2022
Ementa - 2 a 27 de julho

Notícias

Minimizar
Por admin.colegiosteresinha Em 30/05/2021 18:27

 

                       

 Almoço 

Almoço - Vegetariano


 

Por admin.colegiosteresinha Em 21/05/2021 17:53

No âmbito do conteúdo programático relativo ao texto descritivo, em específico o Retrato, os alunos do 5.º ano desenvolveram, na disciplina de português, o projeto intitulado “Na incerteza de trajetos… a certeza dos afetos!”.

Com a colaboração dos professores de educação visual, que viram, de imediato, as suas turmas aderirem, com visível entusiasmo e verdadeiro sentido de trabalho e de compromisso, ao desafio que se avizinhava, os alunos viram a sua atividade direcionada para duas vertentes tão distintas quanto complementares: mobilização e sistematização das competências de leitura e escrita com aperfeiçoamento de texto e aquisição de modelos e aplicação de técnicas de representação do rosto.

A tarefa consistia na elaboração de um retrato escrito de um(a) colega, a partir da aprendizagem e consolidação das características desse tipo de texto, do qual nasceria, num segundo momento, a representação do rosto desse mesmo colega, tendo por base critérios, modelos e técnicas abordados nas aulas de educação visual.

O laço de amizade ditou a escolha do “objeto” retratado, tendo-se valorizado, especialmente, o critério dos sentimentos, emoções e afetos entre pares. Muitos foram os que aproveitaram a oportunidade para homenagear o amigo, o companheiro, o bom colega.

Para além da incontornável formação académica dos alunos, está a formação pessoal que se vê, cada vez mais, na iminência de ser trabalhada de forma responsável e corajosa, mas também intuitiva e sensível. Sabemos, de antemão, como as crianças são de emoções fáceis!

E foi, assim, sobre os pilares do conhecimento académico, pessoal e social, que se baseou e sustentou o projeto agora partilhado no terceiro andar.

Os alunos estão de parabéns e é a entrega, o sentido de responsabilidade e o comprometimento incondicional, os valores de cada um deles que justificarão, por si só, um deambular crítico, responsável e afetuoso, pela exposição.

 

Obrigado!

Por admin.colegiosteresinha Em 18/05/2021 21:23

 

«Não há amigo tão leal quanto um livro.» (Ernest Hemingway)

E foi com este lindo pensamento do Nobel de Literatura de 1954 que tudo começou neste ano letivo. Terminada a Fase Regional, o colégio foi apurado para a fase seguinte, a Nacional, e será representado pela grandura do pequeno Santiago de nove anos, a frequentar o quarto ano de escolaridade. Parabéns!

A 19 de maio, fará a prova escrita de pré-seleção online e, até 22 de maio, realizará um vídeo, com a duração de um minuto, apresentando um spot de recomendação do seu livro favorito – O Gigante Egoísta. Um hino à partilha e à bondade! Depois, é aguardar pela decisão do júri, que há de selecionar os cinco melhores de cada nível de ensino para a prova final de palco, a 3 de junho, no auditório do Jardim dos Poetas, em Oeiras. O importante, porém, foi fazer da leitura uma festa. E cá se fez e faz!

Um agradecimento de coração a todos os participantes. Bem-haja!

Força, Santiago!  Pela leitura é que vamos! E somos grandes!

Por admin.colegiosteresinha Em 16/05/2021 19:09

A assinalar a estação das flores e das temperaturas amenas, têm estado os alunos do pré-escolar e do primeiro ciclo a ler histórias, a ilustrar, a desenhar e a escrever sobre a primavera.

Borboletas, joaninhas, abelhas, flores de várias espécies, experiências enriquecedoras compõem placares e embelezam as suas salas. Pode ler-se, num dos corredores, que a primavera é sinal de conhecimento, desafio, carinho, amor, alegria e amizade.

Aprendem e partilham, entre pares e em casa, características e curiosidades acerca da mesma. Os animais, que hibernaram na estação mais fria, estão prontos para deixar as suas tocas e abraçar o sol. Os dias vão-se tornando mais longos e as noites, mais curtas… E mais havia para contar.

Neste tempo ainda incerto, em que o calor do abraço não é, literalmente, possível, fiquemos gratos por mais uma primavera! Obrigado!

 

Por admin.colegiosteresinha Em 13/05/2021 05:39

A Sra. D. Matemática resolveu inovar e mostrar que a arte também nela mora. Assim, num dia lindo de sol, saiu de casa para encontrar o seu amigo Pi.

O Pi não estava lá muito bem-disposto, visto que estava com dificuldade em encontrar o seu último número. Então, a Sra. D. Matemática resolveu animá-lo e sugeriu “Deixa lá, Pi! Não precisamos de ver o fim, só precisamos de ter consciência da importância do princípio, o resto vai surgindo…”. O Pi refletiu e percebeu que era muito feliz por ter 3,1416… como os seus números de início de percurso.

Agora que estavam os dois contentes, a Sra. D. Matemática e o Pi resolveram convidar Eratóstenes, o célebre matemático, para um passeio à beira-mar.  Contudo, Eratóstenes estava angustiado, pois faltava-lhe um primo. Nesse sentido, a Sr.ª D. Matemática e o Pi resolveram ajudá-lo a calcular os números primos até 100. Ah! De certeza que o primo ia aparecer!

No caminho, encontraram a simetria, vaidosa e vistosa, mostrava-se ao mundo através de bonitos desenhos livres na vida. Oh, que maravilha!!!!

Assim, nasceu a exposição dos nossos alunos de 6.º ano. Mostrando que a matemática pode ser divertida, realizaram trabalhos com cores e feitios diversos, mostrando a simetria aplicada ao desenho livre e à arte na Matemática. Não podia faltar 3,1416… E tanta curiosidade houve para conhecer a história do Pi e da sua aplicação ao cálculo do perímetro e da área de um círculo. Explorando o Crivo de Eratóstenes, os alunos descobriram os números primos até 100.

Muito conhecimento se adquiriu e se transmitiu com a partilha dos trabalhos! A matemática é uma ciência tão divertida. Necessário é não perder o fio à meada… 

Por admin.colegiosteresinha Em 13/05/2021 05:19

Hoje, a escola convida os seus alunos a refletirem sobre problemas sentidos por cada um e pela sociedade em geral. A transformação social só será conseguida se obtivermos a consciência do contexto envolvente onde o indivíduo se move. O desenvolvimento de um espírito crítico, outrora desvalorizado, é, agora, o mote para se atingir uma sociedade mais equilibrada e uma participação ativa dos cidadãos, baseada na igualdade, na democracia, no pluralismo e na justiça.

No âmbito da disciplina de Cidadania e Desenvolvimento, inserido no domínio de trabalho “Saúde”, os alunos do 8.º ano foram desafiados a pensar no problema dos vícios.

Sabemos que, na atualidade, o ser humano é, frequentemente, interpelado por estímulos que, não sendo bem decifrados, podem constituir um problema sério para os próprios, para a sua família e para a humanidade em geral.

Poderiam ser trabalhados vários vícios nocivos ao ser humano, desde o excesso do uso de videojogos, a má utilização da Internet e das redes sociais, o consumo de cigarros e de outras substâncias tóxicas. Enfim, um mundo obscuro que, facilmente, os jovens podem tropeçar.

Os alunos escolheram trabalhar o vício do álcool e elaboraram vários cartazes informativos, apelativos e muito bem ilustrados que foram afixados pelas salas do Colégio.

Daqui, resultou a certeza de que é importante seguir em frente, sabendo fazer as melhores escolhas, evitando os caminhos tortuosos que, por vezes, se atravessam.

Mais do que nunca, cada um deve confecionar a sua própria felicidade com receitas simples como esta: 50 gramas de paixão, 10 colheres de amor, uma chávena de discernimento, loucura q.b. e uma pitada de desafio. Eis a receita da vida! Saborosa e sem vícios!

Por admin.colegiosteresinha Em 13/05/2021 04:44

Na passada sexta-feira, 7 de maio, dois jovens “deputados” do Colégio de Santa Teresinha, Edgar Estróia e Vitaliy Markevych, participaram na sessão plenária do Parlamento Jovem Regional, na Assembleia Legislativa da Madeira (ALM). Em debate, discutiu-se a temática do projeto para o presente ano letivo: “Segurança Social”.

O mundo atual tem colocado diversas questões neste âmbito, pois, com uma população cada vez mais envelhecida, que medidas tomar para assegurar a sustentabilidade social? É neste contexto que o debate democrático se fez com ensinamentos de pequenos e “graúdos”. Na abertura, o Presidente da ALM, José Manuel Rodrigues, ressalvou a urgência de haver reformas na Segurança Social, a fim de se evitar constrangimentos entre gerações. Já o Diretor Regional da Educação, Marco Gomes, enalteceu o projeto na formação integral dos jovens alunos.

Nesta sessão, os “jovens deputados” tiveram a oportunidade de colocar questões aos deputados representantes por cada grupo parlamentar.

Recorde-se que, a 17 de março, o Colégio de Santa Teresinha marcou presença na terceira reunião preparatória do projeto Parlamento Regional, através da plataforma zoom. Cada escola apresentou o seu projeto de recomendação para o tema Segurança Social com quatro medidas legislativas. O colégio foi honradamente representado pelos jovens deputados efetivos, Edgar Estróia, Vitaliy Markevych e Carlota Matos.

E, nesta iniciativa da Secretaria Regional de Educação, Ciência e Tecnologia, em parceria com a Assembleia Legislativa da Região Autónoma da Madeira, fomentou-se os princípios que dão sentido ao Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória, em particular a inclusão e a sustentabilidade. Formar, com equidade e democracia, a consciência de sustentabilidade para o equilíbrio e tranquilidade da humanidade!

Por admin.colegiosteresinha Em 02/05/2021 21:09

«Mãe não tem limite,

é tempo sem hora,

luz que não apaga

[…].

Mãe, na sua graça,

É eternidade.»

E, com estas palavras de amor do poeta e contista brasileiro, Carlos Drummond de Andrade, inicia-se a homenagem ao ser que é amor. Amor puro. Corajoso. Supera obstáculos. Dá colo.

Nesta exaltação a esta amor incondicional, muitos foram os trabalhos orientados em cada sala de aula, dos pequeninos aos crescidos. No pré-escolar, os placares ganharam corações, estrelas e retratos sob o mote “Mãe, Super Mamã”, não fosse a mãe inspiração, poesia e autêntica magia!

No primeiro ciclo, o reconhecimento também se fez, entre tons variados. Saliente-se o trabalho implementado na expressão plástica, atividade extracurricular, junto os terceiro e quarto anos. Compuseram postais, bases para copos e ornamentaram saquinhos de papel.

Orientados pela disciplina de português, o segundo ciclo foi bastante criativo. Um acróstico foi realizado pelos alunos do quinto ano, a elogiar os atributos da sua querida mãe.  Em formação pessoal e social, no 5.º A, ficou a orientação de uma experiência a ser realizada com a mãe: uma flor com pétalas de amor. Os alunos do sexto ano criaram um postal bem original com palavras de gratidão, de imensa ternura, a enaltecer a grandiosidade da sua mãe. Mãe generosa. Mãe admirável. Mãe verdadeira. Sublime!

Entre outras iniciativas, no terceiro ciclo, é de louvar a iniciativa dos alunos do oitavo que, em formação pessoal e social, ilustraram um belo coração em cartolina. Nele, com versos de reconhecimento, caracterizaram a sua mãe e declararam o seu amor. Um desafio gratificante! Com emoção, tão bem se escreveu sobre aquela que incita a crescer, a sonhar. A estar e a ser grande!

 

Com mais ou menos criatividade, em cada projeto, justiça cá se fez àquela que é mais do que o ser que gera, que dá à luz… Mãe é amor infinito. Esperança e conforto! Mãe cuida, orienta e deixa “voar”. É um dom abençoado por Deus!  Bem-haja! 

Pré-escolar


 

1.º Ciclo

 

2.º Ciclo

 

3.º Ciclo

Por admin.colegiosteresinha Em 02/05/2021 08:24

Saber quem somos implica conhecer quem fomos. Conhecer o passado e reconhecer a herança que nos foi deixada é uma missão da disciplina de história. A construção de uma sociedade, quer a nível cultural, quer a nível material, assenta num complexo enredo da súmula das sociedades anteriores. Por mais recuado que seja o tempo, as influências na atualidade são significativas. O homem evoluiu e, com ele, trouxe a criação de um mundo que se foi complexificando para que a sua adaptação à natureza se concretizasse e para que as suas necessidades fossem, paulatinamente, satisfeitas.

No espírito da descoberta sobre vidas passadas, os alunos do 3.º ciclo foram convidados a trabalhar temas como o culto religioso no Antigo Egito, a Expansão Europeia e a II Guerra Mundial. Os trabalhos resultaram da exploração dos conteúdos da disciplina de história nos 7.º, 8.º e 9.º anos, respetivamente.

E porque o conhecimento é tão grandioso quanto mais é partilhado, os trabalhos dos alunos encontram-se expostos no nosso Colégio. Neste passeio pela nossa História, reconhece-se a identidade inerente à pertença ao grande grupo que é a Humanidade. 

Tem de ter permissões específicas para poder criar ou editar um blog.
© 2021 Colégio Santa Teresinha