EB23CJJGAndrade
  Pesquisar
sábado, 29 de Novembro de 2014 ..:: Serviços » Serviços Especializados de Apoio Educativo » Psicologia e Orientação (SPO)  ::.. Entrar

 SPO - Serviço de Psicologia e Orientação Minimizar

 

SPO - Serviço de Psicologia e Orientação Escolar
.............................................................................. 

As intervenções dos psicólogos em contextos educativos são amplas, não só em relação aos destinatários (alunos, professores, pais/encarregados de educação, escola enquanto organização, comunidade educativa), mas também em termos de objectivos (remeditativos, prevenção primária, secundária, desenvolvimento).

Pela sua eficácia e mais abrangência, ao longo do tempo tem-se vindo a privilegiar a intervenção mais ao nível do sistema e da comunidade, por exemplo através do trabalho por projecto e de uma postura colaborativa e interactiva com diversos agentes educativos.

Na escola, a intervenção psicológica é veiculada através do Serviço de Psicologia e Orientação (SPO), que é destinado a toda a comunidade educativa e assegurado por um técnico especialista em Psicologia, o Dr. Renato Gil Carvalho. 

CONTACTOS
O SPO funciona no gabinete 3.07 e pode ser contactado através seguintes meios:
Telefone: 291 950 310
Fax: 291 950 311, com referência ao SPO
Presencialmente, horário de serviço directo à comunidade educativa. 

Para que servem os Serviços de Psicologia e Orientação?

 Os SPO foram criados tendo em vista diferentes funções gerais:

  ü      Apoiar o desenvolvimento integral dos alunos e a construção da sua identidade;

ü      Apoiar os alunos no processo de aprendizagem e integração escolar;

 

ü      Prestar apoio psicológico e psicopedagógico aos alunos, professores, pais e encarregados de educação, tendo em vista o sucesso educativo, a igualdade de oportunidades, etc.;

ü      Colaborar da detecção, avaliação e acompanhamento de alunos com necessidades educativas especiais;

ü      Promover actividades de informação escolar e profissional;

ü      Desenvolver junto dos alunos acções de aconselhamento psicossocial e vocacional;

ü      Colaborar em experiências pedagógicas, de formação de professores e em investigações na sua área de especialidade;

        Quais são os domínios específicos de intervenção?

 

               Apoio psicológico e psicopedagógico

Colaborar com educadores e professores, desenvolver procedimentos de avaliação psicológica, propor e acompanhar actividades de apoio psicológico e psicopedagógico.
O encaminhamento dos alunos pode ser efectuado por qualquer agente educativo (pais, professores, funcionários não docentes, órgão de gestão, etc.), sendo naturalmente preferível que o mesmo ocorra por iniciativa do Director de Turma, em representação do Conselho de Turma. O encaminhamento é efectuado mediante o preenchimento de uma ficha própria, embora em alguns casos (e.g., iniciativa do próprio aluno) tal procedimento possa ser dispensável.

Nesta área de intervenção existem ainda programas de promoção de competências que são implementados de acordo com as necessidades da escola e de grupos de alunos específicos.

 Orientação escolar e profissional (OEP)

A OEP vai muito mais além da ajuda aos alunos a escolher um curso após o 9º ano. Envolve ainda apoiá-los no desenvolvimento da sua identidade pessoal e do seu projecto de vida, bem como a planear e executar actividades de informação e programas de orientação. Inclui-se ainda na OEP a participação do SPO na estruturação de ofertas educativas diversificadas na escola (percursos curriculares alternativos, cursos de educação-formação).

 A escola tem o seu próprio programa de orientação vocacional, o POC – Programa de       Orientação para a Carreira   – que é destinado a alunos do 3º ciclo e cujo eixo principal  envolve a realização de actividades de orientação distribuídas por diversas sessões temáticas ao longo do ano lectivo, e que são concluídas com o atendimento individual aos alunos.

Paralelamente, realizam-se actividades complementares de apoio ao longo do tempo, especificamente, actividades de enriquecimento, informação, pesquisas, conferências e interacções com diversos agentes.

Ao longo do tempo tem-se vindo a privilegiar o alargamento da orientação vocacional a níveis anteriores de escolaridade (2º ciclo).

 

Apoio ao desenvolvimento do sistema de relações na comunidade escolar

Colaboração com órgãos de gestão e órgãos colegiais da escola (e.g., Conselho Pedagógico, Conselho Executivo, Conselho da Comunidade Educativa, Comissão de Formação Contínua), instituições externas (e.g., Associação de Pais, instituições de saúde, CPCJ, etc.), acções de formação e experiências pedagógicas, aconselhamento psicossocial dos agentes educativos, acções de informação e sensibilização, entre outros.