segunda-feira, julho 13, 2020

Horário de funcionamento

A biblioteca encontra-se aberta todos os dias úteis no seguinte horário:

  • 8:00h -18:00h
  • 19:00h - 21:30m

 Equipa técnica

  • Leonardo Fernandes (Técnico Superior)
  • Luísa Sardinha (Técnica Superior)
  • Lucilina Ferreira (Assistente Técnica)

Jornal Escola

Minimizar

Selecione no menu Categorias, por ano letivo, para conhecer as várias edições do Jornal Escolar “Virtualmente”.

Procurar
Virtualmente N.º 3
Thumbnail

 Maio 2014



Tamanho 3311 K
Downloads 34
Data qua 10-21-2015 @ 09:14
Autor Élia Freitas
Email
    DESCARREGAR

< ANT  1 de 3  SEG >

Noticias

Autor do mês de Março - 6 de março de 2020

 

 Ilse Losa

                    

 

 Ilse Losa nunca se cansou de escrever «a valorização da dimensão humana, dos afectos (às pessoas, aos animais e às coisas), o elogio da vida, sem esconder a sua face mais austera e dura, mas valorizando os pequenas nadas que a tornam mais suave e mágica». Ilse Lieblich Losa nasceu a 20 de março de 1913, em Bauer, uma cidade perto de Hanover. A primeira infância foi passada com os avós paternos. Frequentou o liceu em Osnabrük e Hildesheim e o Instituto Comercial em Hanover. Após a morte do pai, partiu para Londres, como au pair (Originalmente referia-se ao trabalho fornecido em troca de alojamento e comida, com ou sem remuneração), onde tomou conta de crianças durante um ano. De regresso à Alemanha e devido à sua ascendência judaica, foi perseguida pela Gestapo e teve de abandonar o seu país. Chegou a Portugal em 1934, radicando-se no Porto, cidade que se torna o seu refúgio e que a vê crescer como escritora. Casa com o arquitecto Arménio Losa e adquire a nacionalidade portuguesa. Ainda que o seu nome se encontre profundamente ligado à escrita destinada aos mais novos, a sua obra estende-se ao romance, ao conto e à crónica (por exemplo, escreveu uma coluna no Público, desde o lançamento deste jornal, em 1990, até finais de 1992). Com colaboração dispersa por jornais e revistas portuguesas e alemãs, de que salientamos o Jornal de Notícias, o Comércio do Porto, o Diário de Notícias, Neue Deutsche Literatur, entre outros, Ilse Losa inicia a sua actividade literária, em 1949, com o romance O Mundo Em Que Vivi, um caso exemplar de literatura preferencialmente destinada aos adultos que é recebida por jovens. É neste mesmo ano que escreve também o livro Faísca Conta a sua História, título que inaugura o conjunto vasto de textos situados na comummente designada como literatura para crianças. Perante a recepção feliz desta obra, Ilse Losa começou a escrever para as crianças numa época em que, em Portugal, ao contrário do que se verificava em Inglaterra ou na Alemanha, o livro infantil não era encarado como relevante. E é precisamente nesta área que o seu trabalho é reconhecido com o Prémio Calouste Gulbenkian de Literatura para Crianças Melhor Texto de 1980-1981 pelo livro Na Quinta das Cerejeiras e, mais tarde, em 1984, com o Grande Prémio Gulbenkian de Literatura para Crianças, pelo conjunto da sua obra. Multiplicam-se, então, os títulos neste universo preenchido, ao longo de quatro décadas, por contos como Viagem com Wish (1983) e Ana-Ana (1986), por recontos como Silka (1989) e Ora ouve... histórias antiquíssimas adaptadas (1987), por textos dramáticos como A Adivinha: peça em quatro quadros (1967) e O Príncipe Nabo: peça em três actos baseada numa velha história popular (1978) ou pela novela Um fidalgo de pernas.

 

 

 

"Mais um Carnaval passou com muita euforia e alegria" - 27 de fevereiro de 2020

 "Qual terá sido a sua origem?!!"

Lê-se que o carnaval surge nos primórdios da Roma Antiga, com o seu carro alegórico em forma de navio.sempre foi considerada uma época de muita euforia nomeadamente entre os romanos. Apesar de não haver registos a expressão Carnaval é provavel que tenha por aproximação fonética carne val, (adeus à carne) depois de toda a esposição do corpo pelas ruas mais nu que coberto associa-se a essa doidice generalizada antes da Páscoa ou "Quaresma" ficando assim determinada esta data como feriado no calendário religioso. 

                 

 

Vencedores do Concurso de São Valentim - 19 de fevereiro de 2020

 Foram Vencedores do Concurso de São Valentim:

1º Juliana Perestrelo de Jesus - 10º B

2ª Cristiana de Jesus - 5º D

3º Roberto Fernandes - 8º C

 

                

 

Os afetos na adolescência - 19 de fevereiro de 2020

 

Os Afetos na Adolescência

 

Foram convidadas duas psicólogas do Centro de Saúde para virem à nossa Escola falar sobre o tema. " Os Afetos na Adolescência". Os alunos convidados participaram e revelaram bastante interesse. 

 

                

 

Comemorando o dia de São Valentim - 30 de janeiro de 2020

 Comemorando o dia de São Valentim

 

Apróxima-se o dia 14 de Fevereiro e como já vem sendo hàbito a Biblioteca da nossa escola convida os nossos alunos a se envolverem num concurso que versa sobre a elaboração de um postal, ao critério de cada um sobre este dia.
No qual podem se inscrever entre os dias 28 e 31 de Janeiro. Os trabalhos serão selecionados criteriosamente consoante a originalidade e criatividade.
Os três melhores trabalhos, serão premeados.
Este Concurso, é promovido pela Biblioteca da Escola Básica e Secundária de Santa Cruz e tem como objectivo, desenvolver a imaginação e criatividade dos nossos alunos. Participa!!! Ganha prémios.

                                    

 

  


CREM - Centro de Recursos Educativos e Multimédia