Pensamento da semana

Minimizar

 

Contatos

Minimizar

 

Colégio Santa Teresinha

 

 

Rua Pedro José de Ornelas, n.º 19, 9050-069 Funchal 

E-mailcstf@live.com.pt 

Telefone291229095

Informações

Minimizar

Ensino à Distância

Minimizar

 

Plano de Contingência

Minimizar

Calendário Escolar

Minimizar

 

 

Moodle

Minimizar

Office 365

Minimizar

Ementa

Minimizar

 

Almoço 

 

Lanche

 

 

Logótipo CST

Minimizar

SeguraNet

Minimizar

Irmã Wilson

Minimizar

Horários 2021/2022

Minimizar

Manuais Escolares

Minimizar

Notícias

Minimizar
XXII EDIÇÃO- PARLAMENTO JOVEM REGIONAL
Ementa - 27 de junho a 1 de julho
DO PROJETO MEGA AO CORTA-MATO
VISITAR A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DA RAM
A VIDA EM DEMOCRACIA
VISITA AO MUSEU DA ELETRICIDADE
Ementa - 20 a 24 de junho
UMA VIAGEM NO TEMPO!
JORNADAS DA JUVENTUDE
ROBÓTICA EM AÇÃO!

Notícias

Minimizar
Por admin.colegiosteresinha Em 29/05/2022 21:29
Por admin.colegiosteresinha Em 21/05/2022 17:21

OURO NA FASE REGIONAL! (CNL)

E foi com grande distinção que se fechou a Fase Regional do Concurso Nacional de Leitura. Dos seis participantes do Colégio de Santa Teresinha, ficaram apurados três para a Fase Nacional, um por cada ciclo do ensino básico (1.º, 2.º e 3.º ciclos).

Esta fase, constituída por duas provas de caráter oral, decorreu entre 18 de março e 27 de abril, sob a orientação da Direção Regional do Arquivo e Biblioteca da Madeira (DRABM), em parceria com a Secretaria Regional de Educação, Ciência e Tecnologia, através da Direção Regional de Educação.

Os alunos realizaram a prova de leitura expressiva e a prova de texto argumentativo. A apreciação das provas teve lugar a 26 de abril, de forma não presencial, tendo as mesmas sido gravadas e enviadas em formato audiovisual.

Na leitura expressiva, os alunos conheceram a poesia de obras como E para o poeta outro modo de olhar, João Manuel Ribeiro; Poucas letras, tanto mar, de João Pedro Messender e Ana Biscaia; Antes de Mais e Depois de Tudo, de Regina Guimarães. Para a prova de argumentação, puderam discursar acerca de temas tão atuais, entre eles, o sofrimento das crianças advindo do conflito militar na Ucrânia.

Pela leitura e com o coração cheio de tanta aprendizagem, caminham para Almada, a 4 de junho, as alunas Júlia Silva (1.º Ciclo), Maria Inês Ribeiro (2.º Ciclo) e Ana Maria Silva (3.º Ciclo).

Que a Fase Nacional vos corra bem! Que tenham a oportunidade de brilhar em palco!

PARABÉNS a estas leitoras de excelência e a todos os participantes que continuam a fazer da LEITURA uma GRANDE FESTA!

 
Por admin.colegiosteresinha Em 15/05/2022 16:27

Desde 1986 que se comemora, a 9 de maio, o Dia da Europa.

A atual União Europeia encontra as suas raízes na Declaração Schuman, proferida pelo ministro francês dos Negócios Estrangeiros, Robert Schuman, a 9 de maio de 1950. Esta Declaração propunha a criação da Comunidade Europeia do Carvão e do Aço (CECA) e nela pode-se ler: «A Europa não se fará de uma só vez, nem de acordo com um plano único. Far-se-á através de realizações concretas que criarão, antes de mais, uma solidariedade de facto.» E, assim, tem vindo a acontecer!

Celebrando o espírito da união das nações, os alunos do oitavo ano, turma A, foram convidados a participar na comemoração do Dia da Europa, promovida pela Assembleia Legislativa Regional. Numa conferência subordinada ao tema “A União Europeia da juventude: a participação dos jovens na construção europeia”, os alunos foram motivados pelos oradores a refletir sobre a importância da participação e integração da juventude no processo de decisão europeu, nas eleições nacionais e europeias, e a promoção do seu conhecimento sobre a ultraperiferia. Abordou-se, também, a questão da abstenção jovem e elencou-se um conjunto de medidas para contrariar este fenómeno.

A organização deste evento ficou a cargo de João Tiago Sousa, ex-aluno do Colégio de Santa Teresinha e agora, no âmbito da sua formação superior, estagiário na Assembleia Legislativa Regional. Muito parabéns, João Tiago! É com muito orgulho que vemos os nossos alunos “ganharem asas e voar”. 

Por admin.colegiosteresinha Em 15/05/2022 16:15

A palavra matemática é frequentemente associada a um “bicho papão”, mas a matemática não tem de ser assim!

Foi este o entendimento de Tito Martins, professor de biologia e geologia, que, perante as dificuldades dos seus alunos, resolveu ensinar a matemática de forma lúdica. Fugindo dos moldes tradicionais, Tito Martins inventou um jogo ao qual deu o nome de SuperTmatik.

Este jogo tem como objetivos desenvolver o cálculo mental das operações matemáticas básicas e estimular as capacidades de memória e criatividade. Segue a lógica da superação de níveis, cada um mais complexo que o anterior. 

Em 2006/2007, realizou-se o primeiro Campeonato Nacional SuperTmatik, no qual participaram 12 mil alunos de todo o país. Este ano, já na sua 4.ª edição, conta com a participação de quatro alunos do 8.º ano do Colégio de Santa Teresinha: Alexandre Neves, Diogo Silva, José Tomás Freitas e André Vieira.

 Boa sorte para os nossos meninos que, de forma destemida, não hesitaram em abraçar este desafio.

 

Por admin.colegiosteresinha Em 15/05/2022 15:46

Os alunos finalistas do 1.º Ciclo foram desafiados a falar sobre o cyberbulling.

Numa fase inicial, fez-se um brainstorming, permitindo a partilha de situações ligadas ao uso das redes sociais.  Numa segunda fase, os alunos recorreram à web para fazer uma pesquisa sobre o conceito, o que permitiu um debate profundo e profícuo.

Esta atividade culminou num guião para dois podcast's que enumeram e exemplificam os aspetos mais importantes do cyberbulling. Desta forma, estamos em crer que este trabalho permitiu que os nossos alunos possam identificar possíveis situações de que são alvo, mas, e sobretudo, sejam agentes de combate destes comportamentos.

 

Por admin.colegiosteresinha Em 15/05/2022 15:25

É aquela que nos carrega e a primeira que nos sente; é aquela que nos afaga e nos enxuga as lágrimas quando o mundo parece desabar; é aquela que nos incentiva, que nos prepara e que nos acompanha; é aquela que sempre acreditará em nós, sempre terá uma palavra de carinho e sempre nos dará um colo; é a nossa MÃE!

Do pré-escolar ao 2.º ciclo, os alunos realizaram trabalhos que pretenderam homenagear a sua querida MÃE. O AMOR será sempre o melhor presente de um filho para a sua MÃE; contudo, os miminhos preparados pelos nossos alunos para celebrar o Dia da Mãe ajudaram a imortalizar este amor. Flores, postais, versos e diplomas fizeram a delícia deste dia.

Parabéns para todas as MÃES! 

Por admin.colegiosteresinha Em 15/05/2022 14:58
Por admin.colegiosteresinha Em 01/05/2022 19:04

No âmbito do estudo do teatro dramático na disciplina de português, os alunos do segundo ciclo assistiram à peça “Impossível”, sob a direção artística da premiada ilustradora Catarina Sobral, no Teatro Municipal Baltazar Dias, a 28 de abril.

A partir da sintonia entre a atriz Madalena Marques e as ilustrações manipuladas ao vivo pela ilustradora, a peça narra a história do universo, desde o Big Bang ao aparecimento do homem, proporcionando uma viagem entre astros e dinossauros.

Entre outros objetivos, esta atividade de enriquecimento curricular visou despertar o gosto pelo teatro, estimular a criatividade, diversificar metodologias de ensino/ aprendizagem e proporcionar momentos lúdicos e divertidos.

Através desta peça, os alunos puderam contactar com os valores da tolerância e do respeito. O respeito pela natureza e o respeito pelos animais foram evidenciados com a ideia de que todos os seres vivos são feitos da mesma matéria.

 E, neste espetáculo interativo, os alunos fizeram parte de uma narrativa amplamente criativa e enriquecedora cheia de cor e magia.

Por admin.colegiosteresinha Em 01/05/2022 18:56

Num mundo onde tudo acontece muito rápido, onde não há tempo para grandes reflexões, onde as pessoas se olham, mas não se veem, onde a tecnologia substitui o contacto humano e onde a concretização é mais importante do que a qualidade do que se concretiza… parámos e refletimos.

Num mundo onde o imediato é a razão da vida, onde os contactos furtuitos parecem substituir o afeto e a hospitalidade, onde se faz, mas não paramos para contemplar a obra, porque o que interessa é fazer… parámos e refletimos.

Foi isso que aconteceu no passado sábado, dia 22 de abril, na Escola ARENDRUP, no Santo da Serra, onde um grupo de profissionais da educação das várias escolas da Congregação das Irmãs Franciscanas de Nossa Senhora das Vitórias, se juntou para, sob o tema “Comunidade Educativa – Fortalecer a União e a Missão a exemplo da Irmã Wilson”, refletir sobre os desafios que são hoje exigidos aos educadores.

Este encontro contou com a presença do Senhor Padre Paulo Silva, que orientou os trabalhos, partilhando ideias e incitando à reflexão.

A sua intervenção partiu das virtudes da (e)terna Irmã Mary Jane Wilson, a nossa “Boa Mãe”. Mais do que ninguém, a nossa fundadora defendeu a união como valor de todas as ações para a concretização do bem.

Qualquer comunidade educativa não só encontrará o seu sentido na união de todos os que estão dentro da escola como também na união com aqueles que, fora do espaço da escola, preenchem a vida dos nossos alunos, a família. Nas palavras do Senhor Padre Paulo Silva, “É preciso entender o contexto do aluno.”.

Norteados por valores positivos, torna-se importante que cada um de nós integre projetos que não são deste ou daquele, mas de todos os elementos da comunidade educativa. Para fazer nascer e concretizar projetos, é preciso vontade e unidade.

Comparou-se o caminho que trilhamos nas escolas ao caminho sinodal. A nossa comunhão numa missão concreta e conjunta vai-nos fortalecendo. A unidade, a universalidade e a diversidade do povo de Deus manifesta-se no caminho sinodal e assim é nas escolas.

Neste caminho, o primeiro passo é o da escuta ativa e recíproca, que nos ajuda a resolver problemas e que nos aproxima do outro. À escuta ativa, devemos acrescentar o diálogo sadio e compreensivo, que vai permitir escolher, não o meu caminho ou o teu caminho, o NOSSO caminho. Dialogar é fazer acontecer a conversão e a nossa linguagem deve ser hospitaleira, implicativa, franciscana e, sobretudo, transmitir amor e carinho.

 Amarmos aquilo que fazemos é a chave do sucesso de toda a ação, que deve acontecer na base da união, da valorização do outro, com o outro e numa missão conjunta. A amplificação desta ação estará diretamente relacionada com o amor com que fazemos as coisas e, de acordo com o Senhor Padre Paulo Silva, em tudo devemos colocar “uma pitada de Amor”.

 

Por admin.colegiosteresinha Em 01/05/2022 18:51

Mais uma vez, a disciplina de Cidadania e Desenvolvimento cumpriu a sua missão! Formar cidadãos conscientes, informar, sensibilizar, mostrar, apelar a comportamentos saudáveis e sustentáveis são algumas das várias ações inerentes ao trabalho que se desenvolve nesta área curricular.

Interligando os domínios de trabalho do “Desenvolvimento Sustentável”, da “Educação Ambiental” e dos “Média”, os alunos do 8.º ano realizaram um spot publicitário, promovendo valores ambientais e de sustentabilidade.

Os alunos do 9.º ano de escolaridade trabalharam o domínio “Riscos”. Com este domínio de trabalho, pretende-se que os alunos aprendam a prevenir acidentes, mas, também, a saber agir quando eles acontecem. Foram vários os planos de prevenção e de emergência que surgiram dos diversos grupos de trabalho. Contemplaram-se os incêndios (em casa, na escola e na floresta), as inundações, os sismos e os acidentes rodoviários.

 Este projeto da disciplina de Cidadania e Desenvolvimento culminou com a apresentação à comunidade escolar dos trabalhos, numa exposição que decorreu já no início deste 3.º período

Tem de ter permissões específicas para poder criar ou editar um blog.
© 2022 Colégio Santa Teresinha