terça-feira, outubro 04, 2022

Manual dos Primeiros Socorros - Como devem actuar quando ocorre o sinistro com um aluno.

Os primeiros socorros constituem-se no primeiro atendimento prestado à vítima em situações de acidentes ou infortúnios, por um socorrista, no local do acidente.

A função importante do socorrista é a de manter a vítima viva até a chegada do socorro adequado, bem como não ocasionar outras lesões ou agravar as já existentes.

1 - COMO SOCORRER

Sempre que há um acidente, existe uma série de passos que podem ser dados no sentido de MELHORAR e de NÃO AGRAVAR o estado da vítima.


2 - ESTADO DE CHOQUE

Se a vitima apresentar pulso rápido, respiração acelerada e superficial, suores frios, frio e palidez é porque está em ESTADO DE CHOQUE.

O que se deve fazer:

  • Desapertar a roupa;
  • Acalmar a vítima, conversando com ela;
  • Levantar as pernas a cerca de 30 cm do chão;
  • Agasalhar a vítima, por exemplo tapando-a com uma manta.

O que não se deve fazer:

  • Dar de beber.

3 - INCONSCIENTE

Se a vítima não reage a estímulos verbais e não reage a estímulos fiscos, encontra-se INCONSCIENTE.

O que se deve fazer:

  • Transportar a vítima para um lugar arejado;
  • Desapertar a roupa;
  • Deita-la na posição lateral de segurança (vítima deitada de bruços com a cabeça virada para o lado direito; braço direito flectido, servindo de apoio à cabeça; perna direita flectida, apoiada na perna esquerda).

 O que não se deve fazer:

  • Dar de beber à vítima.

4 - AMPUTAÇÃO

Se a vítima apresenta um membro ou parte dele totalmente separado do resto do resto do corpo, sofreu uma AMPUTAÇÃO.

O que se deve fazer:

  • Guardar o membro num saco de plástico limpo e fechá-lo;
  • Colocar esse saco dentro de outro com gelo e sal e fechá-lo também;
  • Transportar a vítima, rapidamente para o Hospital, juntamente com o saco que contém o membro.

O que não se deve fazer:

  • Desfazer-se do membro amputado;
  • Não enviar o membro juntamente com a vitima para o Hospital.

5 - ENVENENAMENTO POR VIA ORAL

Se a vítima ingeriu produto venenoso, sofre um ENVENENAMENTO por via ORAL.

O que se deve fazer:

  • Se ingeriu um PRODUTO NÃO CORROSIVO, provocar-lhe o vómito - o que poderá ser feito dando a beber água morna com muito sal.
  • Se ingeriu um PRODUTO CORROSIVO OU DERIVADO DO PETRÓLEO, dar-lhe a beber leite frio.

 O que não se deve fazer:

  • Se a vítima ingeriu um PRODUTO CORROSIVO OU DERIVADO DO PETRÓLEO, NUNCA provocar o vómito.

6 - ENVENENAMENTO POR VIA RESPIRATÓRIA

Se a vítima sente tonturas, está eufórica (intoxicação com Monóxido de Carbono), sente-se a desfalecer (intoxicação com Gás Butano), sofreu um ENVENENAMENTO POR VIA RESPIRATÓRIA.

O que se deve fazer:

  • Levar a vítima para um local arejado, tendo o cuidado de não respirar o ar contaminado;
  • Deixar a vítima em repouso;
  • Aguardar socorro profissional;
  • Se a vítima tiver uma paragem respiratória apenas um socorrista deverá aplicar respiração boca-a-boca.

  O que não se deve fazer:

  • Entrar no local contaminado, sem protecção respiratória, tornando-se outra vítima.

  • Se o gás for inflamável, ligar interruptores.


7 - FRACTURA

Se a vítima apresenta dor localizada, mobilidade anormal, incapacidade de fazer alguns movimentos, hemorragia (no caso de fractura exposta), muito possivelmente tem uma FRACTURA.

O que se deve fazer:

  • O menor número possível de movimentos à vítima;
  • Instala-la confortavelmente;
  • Cortar a roupa, se necessário;
  • Imobilizar a articulação;
  • Se a fractura for exposta, colocar uma compressa.

O que não se deve fazer:

  • Pegar na vítima.

8 - HEMORRAGIA

Se a vítima apresenta uma ferida de onde jorra sangue vivo, está com uma HEMORRAGIA.

O que se deve fazer:

  • Elevar a parte do corpo que sangra;
  • Estancar a hemorragia colocando um pano limpo e comprimindo sobre a ferida.
  • Se o pano ficar ensopado, colocar outro por cima.
  • Proteger a zona com uma ligadura, sem apertar.

O que não se deve fazer:

  • Garrote caso não seja socorrista, e só em caso extremo.
  • Aplicar ligaduras apertadas.

 


9- QUEIMADURA

Se a vítima apresenta pele vermelha, quente e seca (queimadura do 1º Grau) e ainda bolhas com liquido claro (queimaduras do 2º Grau); destruição profunda dos tecidos (queimadura do 3º Grau), sofreu uma QUEIMADURA.

O que se deve fazer:

  • No caso de Queimaduras do 1.º e 2.º Grau, imergir a zona afectada em água fria, até que a vítima não sinta dor e aplicar uma pomada hidratante, tendo o cuidado de não rebentar as bolhas.
  • Nos casos de Queimaduras do 3º Grau, aplicar uma compressa a cobrir a zona afectada e transportar imediatamente a vítima ao Hospital.


 O que não se deve fazer:

  • Rebentar as bolhas.

 
 
CREM - Centro de Recursos Educativos e Multimédia