sexta-feira, novembro 27, 2020

 

Horário de atendimento

Minimizar

A psicóloga estará presente no gabinete, situado no 2.º piso ao lado da reprografia dos professores, nos seguintes dias e nas horas apresentadas:

  • 2.ª feira a 5.ª feira - 8h55m às 13h20

  • 2.ª feira - 14h15 às 16h00m

  • 3.ª feira - 14h15 às 16h45m

Técnicas e Instrumentos de candidatura a um emprego

Minimizar

Existem vários instrumentos de candidatura a um emprego, tais como:
 

  • Currículo Vitae;
  • Carta de Candidatura;
  • Carta de Candidatura Espontânea;
  • Testes de Seleção;
  • Entrevista de Emprego;

Seguidamente, passamos a caracterizar os vários instrumentos, bem como apresentamos sugestões na elaboração dos mesmos.

Currículo Vitae

Minimizar

O que é o Currículo Vitae?


O Currículo Vitae (CV) é uma das ferramentas mais utilizadas para procurar oportunidades profissionais. É um documento de que constam informações úteis para o empregador decidir se a empresa deve apostar, ou não, na tua contratação. Informações sobre o teu percurso académico e formativo, referências profissionais e uma alusão às competências técnicas e transversais que compõem o teu perfil de candidato podem funcionar como uma verdadeira campanha de Marketing Pessoal junto das empresas. Não te esqueças de que a triagem curricular é a primeira das várias fases de seleção que poderás enfrentar no processo de candidatura a uma oportunidade de trabalho.
O CV é a tua imagem de marca, a chave para conseguires uma entrevista de emprego. Investe na construção de um bom currículo!

Regras para redigir um CV:

  • Redige sempre o CV a computador, sem erros ortográficos ou gramaticais;
  • Utiliza uma folha de papal branca, formato A4;
  • Procura ser objetivo, coerente e claro. Utiliza palavras simples e frases curtas;
  • Valoriza a qualidade em detrimento da quantidade. O CV não deve ter mais de duas páginas;
  • O CV é um anexo da carta de candidatura. Não anexes documentos ao teu CV (diploma, documentos pessoais,…). Terás oportunidade para mostrá-los na entrevista.


Não te esqueças que o CV deve ser acompanhado de uma carta de candidatura.

Carta de Candidatura

Minimizar

O que é uma carta de candidatura?

A carta de candidatura é um elemento essencial quando alguém decide candidatar-se a um emprego. Esta tem como objetivo apresentar as razões da sua candidatura a um determinado emprego.
Pretende, igualmente, suscitar e cativar o interesse da entidade empregadora devendo, por isso, ser uma carta simples, clara e pertinente que deve acompanhar sempre o currículo.

Sugestões na elaboração da Carta de Candidatura


Esta carta deve conter:

  • A referência à fonte do anúncio (nome do jornal, data da publicação, eventualmente o nº de referência do anúncio);
  • O título do posto de trabalho a que te candidatas;
  • A tua identificação (nome, morada, telefone, data de nascimento e idade);
  • As tuas habilitações escolares e profissionais;
  • A tua experiência profissional e descrição das competências técnicas e profissionais;
  • Deverás concluir a carta, manifestando a tua disponibilidade para, em entrevista, poderes esclarecer mais pormenorizadamente as tuas competências profissionais; apresenta cumprimentos e assina.

Carta de Candidatura Espontânea

Minimizar

O que é uma carta de candidatura Espontânea?

É uma carta dirigida a um empregador, oferecendo espontaneamente os teus serviços. Deverá ser acompanhada do currículo.

Dirige-te às pessoas certas, nomeadamente:

  • Ao diretor de Recursos Humanos, nas grandes empresas
  • Ao diretor da empresa, nas pequenas e médias empresas e nas empresas de recrutamento e seleção


Sugestões na elaboração da Carta de Candidatura Espontânea:

  • Escreve em computador, em papel branco A4, no caso de envio pelo correio;
  • Utiliza frases curtas, claras e sem erros de ortografia ou gramática;
  • Escreve os teus elementos de identificação (nome, morada e telefone) no canto superior esquerdo da folha;
  • Escreve a direção do destinatário na lateral direita, sobre a data.

Testes de Seleção

Minimizar

O que são os testes de seleção?


Os testes psicotécnicos são exercícios que o futuro empregador propõe ao candidato para poder medir e avaliar aspetos que considera importantes para o desempenho da função em causa. São testes normalmente escritos, cronometrados e com apenas uma resposta correta. Cada teste mede uma só característica, no entanto, o facto de ter um tempo limite permite perceber como é que o candidato reage em situações de pressão, qual a sua rapidez de raciocínio, o tipo de gestão de tempo, entre outros.

Como se preparar para enfrentar estas provas?


Deves manter a calma antes e durante a sua execução;

  • Deves seguir na totalidade as instruções dadas previamente;
  • Se, durante a explicação do teste, houver algum ponto que não tenha ficado claro, não hesites e pede para ser explicado novamente;
  • Não te esqueças de que a maioria dos testes tem um tempo limite inferior àquele que na realidade é necessário para a sua execução. Assim, se vês que não consegues acabar o teste, não te preocupe, pois é normal;
  • Um teste não procura avaliar se respondeste a todas as perguntas mas sim se consegues fazer acertadamente;
  • Embora o tempo seja limitado, convém refletir nas respostas dadas de forma a cometer o mínimo de erros possível.

Entrevista de Emprego

Minimizar

O que é uma entrevista de emprego?


A entrevista de emprego consiste numa troca de informações entre o empregador e o candidato. É normalmente realizada pelos responsáveis dos recursos humanos e/ou pelo responsável da área onde existe a vaga.

Como se preparar para a entrevista de emprego?

  • Obtém o máximo de informação sobre a empresa (ramo de atividade, dimensão, tipo de produtos ou serviços, áreas funcionais, ambiente de trabalho);
  • Relê o teu currículo e prepara-te para aprofundar os aspetos nele focado ou outros que possam vir a surgir durante a entrevista (motivação, formação, competências desenvolvidas tanto na experiência profissional como nas atividades extraprofissionais);
  • Prepara a documentação que entendas conveniente para apresentar na entrevista (diplomas ou certificados de cursos realizados, trabalhos realizados, carteira profissional);
  • Prepara-te para vários tipos de entrevista (individual ou em grupo, conduzida por um ou vários entrevistadores);
  • Verifica a data, hora e local da entrevista e apresenta-te com uns minutos de antecedência;
  • Apresenta-te de forma cuidada (no que diz respeito a vestuário, cabelo, calçado, barba, unhas, entre outros).


O que fazer durante a entrevista de emprego:

  • Apresenta-te, saudando quem te recebe;
  • Aguarda que te convidem a sentar-te;
  • Olha de frente para o entrevistador;
  • Senta-te e mantem uma postura correta;
  • Mostra-te atento e interessado com desejo de aprender e progredir;
  • Responde com determinação às perguntas;
  • Dá exemplos concretos das tuas competências;
  • Pede esclarecimentos, delicadamente, sempre que uma questão não te parece clara;
  • Sê prudente, se forem abordados aspetos da tua vida pessoal.


O que evitar durante a entrevista:

  • Cortar a palavra ao entrevistador;
  • Mexer-se continuamente na cadeira;
  • Mendigar trabalho;
  • Mostrar arrogância;
  • Auto-elogiarse;
  • Dizer mal do antigo empregador;
  • Mastigar pastilha elástica.


Questões que podem ser colocadas pelo empregador:

  • O que o(a) levou a candidatar-se a esta função?
  • Como teve conhecimento desta seleção?
  • Que contribuição pensa poder trazer-nos?
  • Porque quer trabalhar connosco?
  • O que o(a) levou a escolher esta empresa?
  • Como conhece a nossa empresa?
  • Como a definiria (a empresa)?
  • O que menos gosta na nossa empresa?
  • Quais são as suas principais qualidades e defeitos?
  • Se tivesse que destacar os seus três pontos fortes, quais seriam?


Questões que podes colocar ao empregador:

  • Pode falar-me um pouco sobre as pessoas que trabalham na equipa?
  • Como decorre o processo de decisão e qual o tempo previsto para a seleção de alguém para este cargo?
  • Como progrediram as outras pessoas na organização/empresa?


Utiliza a terceira pessoa – o candidato, cargo, função – quando falares sobre o emprego. Por exemplo, não perguntes “Qual será o meu salário daqui a um ano?”; em vez disso, pergunta: “qual será aproximadamente o salário deste cargo ao fim de um ano?”.



CREM - Centro de Recursos Educativos e Multimédia